Hamas e Fatah finalizam quatro dias de reuniões

O grupo islâmico Hamas e o movimento político Fatah encerraram uma rodada de quatro dias de reuniões, na qual concordaram em continuar com o diálogo e criar um comitê conjunto para "adotar as medidas necessárias para conter as agressões das forças israelenses contra o povo palestino".Num comunicado conjunto divulgado hoje pela agência egípcia de notícias Mena, o Hamas e a Fatah decidiram continuar com o diálogo bilateral por intermédio de um "comitê permanente" que "examine as questões essenciais para alcançar uma unidade nacional do povo palestino". Além disso, tentarão "instaurar um Estado Palestino independente com Jerusalém (Oriental) como capital" e permitir "o retorno dos refugiados palestinos".No que se refere aos territórios palestinos, o Hamas e a Fatah concordaram com a criação de uma comissão que decida como enfrentar e conter a "agressão israelense".O texto não apresenta nenhuma menção sobre a eventual suspensão dos atentados suicidas em Israel por parte do Hamas. Fontes palestinas comentaram que a questão estava em discussão, mas não foi mencionada oficialmente.Segundo o jornal árabe internacional Al-Sharq al-Awsat, o chefe da delegação da Fatah, Zakaria al-Agha, teria proposto um ano de suspensão dos atentados suicidas, mas as partes ainda mantinham algumas diferenças sobre o tema.As duas delegações afirmaram que "a resistência e a luta política para pôr fim à ocupação são um direito legítimo e natural do povo palestino".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.