Hamas e Fatah iniciam conversas por reconciliação

Os dois principais partidos palestinos, os rivais Fatah e Hamas, iniciaram hoje negociações para a reconciliação, destinadas a elaborar um novo acordo de divisão de poder e posteriormente realizar eleições. Em comentários feitos durante a abertura das conversas, o chefe de inteligência do Egito, Omar Suleiman, que atua como mediador, pediu a todas as partes para esquecerem o passado contencioso. "O povo palestino está assistindo aos resultado dessas conversas, portanto não o desapontem", disse Suleiman. "Nós estamos apenas olhando para o futuro e nosso encontro hoje é o início desse padrão."Os palestinos estão divididos entre o partido militante islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, e a legenda laica Fatah, que domina a Cisjordânia. O Hamas tomou o controle total da Faixa de Gaza ao expulsar, em 2007, as forças do Fatah, do presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas. Superar a desconfiança entre os grupos é visto como crucial para se reconstruir Gaza, após a recente ofensiva israelense no território.O Egito espera mediar dez dias de conversas entre os dois lados, mas elas podem ser prorrogadas se necessário. Outras facções também participam. O primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad, renunciou ao posto no sábado. Segundo ele, trata-se de uma medida para facilitar a formação de um governo palestino de unidade nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.