Hamas executa acusados de traição

ORIENTE MÉDIO

, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2010 | 00h00

O grupo radical palestino Hamas executou ontem dois acusados de colaborar com Israel. Esta foi a primeira vez que a pena de morte é aplicada na Faixa de Gaza desde que o Hamas chegou ao poder na região, em 2007. Os dois homens haviam sido condenados por tribunais militares em 2008 e 2009. O irmão de um deles disse que as duas famílias foram chamadas para visitá-los na prisão na quarta-feira, mas não foram informadas por autoridades do Hamas que a execução era iminente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.