Hamas fere israelense na faixa de Gaza e rompe trégua

O braço armado do Hamas afirmou que seus homens feriram um israelense perto da Faixa de Gaza, nesta segunda-feira, 19, rompendo a trégua com Israel declarada pelo grupo islâmico em novembro.Uma autoridade do gabinete do primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, descreveu os disparos como um ataque "terrorista."O israelense atingido, funcionário de uma empresa de eletricidade de Israel que trabalhava perto da passagem de fronteira de Karni, ficou gravemente ferido, disseram serviços de atendimento de emergência do Estado judaico."As Brigadas Qassam (do Hamas) assumem a responsabilidade pelos disparos que atingiram um sionista (isralense) e pelos dois morteiros atirados contra soldados de Israel reunidos perto da passagem de Karni", afirmou o braço armado do Hamas em um comunicado. "Nossos ataques contra o inimigo continuarão", acrescentou.A investida aconteceu dois dias depois de o Hamas ter formado um governo de unidade nacional junto com a facção Fatah, ligada ao presidente palestino, Mahmoud Abbas.Essa é a primeira vez que o Hamas reivindica a autoria de um ataque desde a assinatura da trégua, em novembro. Outros grupos palestinos, como a Jihad Islâmica, não quiseram aderir ao cessar-fogo e continuaram a disparar foguetes de fabricação caseira contra o território israelense. Olmert prometeu que boicotará a nova liderança palestina, incluindo os ministros que não pertencem ao Hamas. Mas o isolamento do governo palestino parece ter diminuído na segunda-feira, quando o vice-ministro das Relações Exteriores da Noruega reuniu-se com o primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, na Faixa de Gaza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.