Hamas jura vingança pela morte de militantes em Gaza

Dois membros do grupo radical palestino Hamas foram mortos na explosão do carro em que estavam na Cidade de Gaza, dizem autoridades palestinas. A causa da explosão parece ter sido um ataque aéreo palestinos - este seria o segundo contra membros do Hamas em dois dias. O grupo ameaçou vingar-se cometendo atentados terroristas dentro de Israel.O veículo atingido foi uma picape com placas oficiais da Autoridade Nacional Palestina (ANP), dizem testemunhas, acrescentando que dois corpos carbonizados foram retirados dos destroços. Hospitais informam que oito pessoas ficaram feridas, uma em estado grave. Há duas crianças entre os feridos. Autoridades israelenses preferiram não comentar imediatamente o suposto ataque.O porta-voz do Hamas, Mushir al-Masri, disse à Associated Press que "o Hamas ensinará ao inimigo a lição de Bersheeba", referindo-se a um atentado em solo israelense que destruiu dois ônibus e deixou 16 passageiros mortos. No domingo, um míssil disparado por um helicóptero israelense atingiu um carro e matou outro militantes do Hamas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.