Hamas pede a militantes que estabeleçam cessar-fogo

O Hamas, organização muçulmana que governa a Faixa de Gaza, pediu que outros grupos armados palestinos interrompam a recente onda de violência contra Israel. O porta-voz do Hamas, Taher Nunu, pediu hoje que facções militantes de Gaza parem de disparar foguetes contra Israel. Ele disse que um cessar-fogo estabelecido há dois anos serve aos interesses dos palestinos e evita ataques israelenses.

AE, Agência Estado

11 de janeiro de 2011 | 12h58

O Hamas tem em grande parte mantido o cessar-fogo após uma ofensiva militar israelense realizada dois anos atrás. Mas militantes esporadicamente disparam foguetes contra Israel, o que ocasiona represálias e os confrontos de fronteira ocorrem ocasionalmente.

A violência se intensificou nos últimos dias e ontem três foguetes atingiram a cidade de Ashkelon, sul de Israel. O Hamas já havia feito apelos semelhantes nas últimas semanas, mas os ataques foram retomados. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Hamascessar-fogoGaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.