Hamas pede que Liga Árabe respeite Acordo de Meca

O grupo palestino Hamas pediu aos ministros de Exteriores da Liga Árabe, reunidos neste domingo, 4, no Cairo, que "respeitem a vontade palestina, demonstrada no Acordo de Meca" de formação de um governo de união nacional.Esse Executivo de coalizão foi acordado em 8 de fevereiro na cidade saudita de Meca entre o primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Ismail Haniyeh, o líder político do Hamas, Khaled Meshaal, exilado na Síria, e o presidente Mahmoud Abbas.Em comunicado, um porta-voz do Hamas pediu aos ministros da Liga Árabe - que abordarão a situação nos territórios palestinos em seu encontro - que atuem para conseguir o levantamento do bloqueio contra o povo palestino.Essa medida foi imposta há um ano pela comunidade internacional após a recusa do governo palestino liderado pelo Hamas de aceitar as condições do Quarteto de Madri (ONU, Estados Unidos, União Européia e Rússia): reconhecer o Estado de Israel, os acordos assinados com o mesmo e renunciar à violência.A reunião do Cairo é preparatória para a cúpula de chefes de Estado da Liga Árabe, que será realizada no dia 28 em Riad, capital da Arábia Saudita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.