Hamas prevê trégua de 18 meses

O governo egípcio deve anunciar dentro de dois dias um acordo de cessar-fogo de 18 meses entre o grupo radical palestino Hamas e o governo israelense. A declaração foi feita ontem pelo segundo líder do braço político do Hamas, Musa Abu Marzuk, à agência de notícias egípcia "Mena".Marzuk assegurou que o prazo dado para o anúncio final do acordo servirá para que consultas a outras facções palestinas sejam feitas. A agência não faz referência à posição israelense sobre a proposta.Ainda segundo o líder do Hamas, o acordo prevê a abertura de seis passagens de fronteira na Faixa de Gaza e o fim de toda atividade militar e de agressão. Marzuk acrescentou que a questão do soldado israelense Guilad Shalit, em poder do Hamas desde 2006, não faz parte do acordo de trégua, mas deverá ser tratado no futuro. O Egito tenta mediar uma troca de prisioneiros entre Israel e o Hamas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.