Hamas promete centrar esforços em 'luta civil'

O número 1 do grupo radical palestino Hamas, Khaled Meshal, afirmou ontem que a "resistência" contra Israel passará a se concentrar em manifestações populares e desobediência civil. Esse tipo de ação "tem o poder de um tsunami", disse Meshal, citando a Primavera Árabe. O líder do Hamas, entretanto, não disse que seu grupo renunciaria à violência. Meshal participou esta semana de mais uma rodada de negociação com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, para formar um governo de união.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.