Hamas rejeita referendo sobre Estado palestino

O Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) rejeitou hoje a convocação de referendo sobre um futuro Estado palestino anunciada pelo presidente Mahmoud Abbas.O Hamas, à frente do Governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP) desde março, afirma em um documento divulgado à imprensa que "o movimento rejeita o decreto do presidente Abbas e atuará a fim de boicotá-lo".O porta-voz do grupo em Gaza, Sami Abu Zuhri, acrescentou que o movimento rejeita a decisão de Abbas e "está estudando suas (próprias) opções".O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP) fixou em 26 de julho a data do referendo, pelo qual se perguntará aos cidadãos se apóiam ou rejeitam o denominado "Documento dos Prisioneiros", que prevê a criação de um Estado palestino na Cisjordânia, em Gaza e em Jerusalém Oriental.Tal Estado coexistiria nesta região com o Estado de Israel, e significa "de fato" um reconhecimento de sua existência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.