Hamas toma fronteira para permitir passagem de premier

Revoltados com o fato de Israel ter impedido o retorno do primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Ismail Haniye, à Faixa de Gaza, militantes do grupo islâmico Hamas invadiram o terminal de fronteira de Rafah, provocando o início de um tiroteio. Os militantes ocuparam brevemente o local.Israel havia fechado a passagem entre Egito e a Faixa de Gaza para impedir a entrada do premier em território palestino, pois ele estaria carregando US$ 35 milhões em doações, disseram autoridades.A determinação foi expedida pelo ministro da Defesa israelense, Amir Peretz. Desde que o Hamas chegou ao poder, no início do ano, Israel e outras potências ocidentais iniciaram um boicote ao governo palestino, impedindo a transferência de doações e impostos para a ANP. De origem islâmica, o grupo não aceita a existência de Israel, e durante anos apoiou ações armadas contra o Estado judeu.Viajantes que aguardavam para atravessar o terminal procuravam proteção enquanto um importante líder do Hamas tentava, aos berros, convencer os militantes do grupo a se dispersarem. Depois da troca de tiros, os monitores europeus do terminal informaram que a fronteira não seria reaberta nesta quinta-feira, embora não haja confirmação imediata de Israel.2ª tentativaMais tarde, Haniyeh voltou à fronteira em uma segunda tentativa de cruzá-la, desta vez sem o dinheiro, que foi deixado para trás com autoridades palestinas na cidade de el-Arish, disse Hani Jabour, auxiliar do primeiro-ministro. Mas autoridades egípcias barraram seu comboio a vários quilômetros do cruzamento da fronteira, aparentemente procurando mediar uma passagem segurado do premier à Palestina. Jabour e outros auxiliares disseram que Israel havia concordado em deixar Haniyeh passar pela fronteira sem o dinheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.