Hamas visita Turquia mas não é recebido por primeiro ministro

Uma delegação palestina liderada por Khaled Mashaal, considerado o "número um" do Hamas, chegou hoje de surpresa à Turquia, primeira nação não árabe na agenda de viagens internacionais do grupo. O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, mantém relações excelentes com Israel e com os Estados Unidos e não se reuniu com a delegação do movimento islâmico.Desde sua chegada a Ancara, a delegação do Hamas não fez nenhuma declaração. O grupo se reuniu com uma delegação do Ministério das Relações Exteriores turco, mas o encontro não contou com a presença do titular da pasta, Abdullah Gul.Alguns observadores da Turquia disseram que o primeiro ministro turco e o presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, haviam concordado em lançar uma iniciativa conjunta para que o Hamas renuncie a violência e reconheça Israel. Enquanto o movimento não fizer isso, a delegação não será recebida pelo primeiro-ministro turco.Os dirigentes palestinos, no entanto, se reuniram na sede do governista Partido da Justiça e do Desenvolvimento (PJD), e foram recebidos por membros do PJD com o conhecimento do primeiro ministro.Segundo a rede de televisão Al-Jazira, os Estados Unidos e Israel estão exercendo fortes pressões sobre o governo turco para que não receba oficialmente o Hamas, considerado por eles - junto com a União Européia - um "movimento terrorista".O embaixador americano na Turquia, Ross Wilson, mostrou sua satisfação com a postura do governo turco e afirmou não estar preocupado em absoluto com a visita do Hamas ao país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.