Haniye termina hoje formação de gabinete palestino

O porta-voz do Hamas Salah al Bardauil declarou hoje que o primeiro-ministro palestino, Ismail Haniye, concluirá esta noite a formação do próximo Governo palestino. A lista dos ministros será apresentada nesta sexta-feira ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, do movimento Fatah, que deve dar seu sinal verde antes de pedir o voto de confiança do Conselho Legislativo. Em declarações ao jornal Al Ayam, Bardauil disse que o Hamas, que venceu as eleições parlamentares de 25 de janeiro, satisfez todas as demandas de seus rivais da Fatah para que se incorporem a um Governo de união nacional com Haniye. No entanto, os representantes da Fatah não consideram "realista" a plataforma política de Haniye, que se nega a moderar suas posições mesmo sob as ameaças dos Estados Unidos e da União Européia. As principais potências internacionais prometem cortar as ajudas financeiras às autoridades palestinas caso o Hamas não reconheça o Estado de Israel, renuncie a violência e aceite os acordos internacionais de paz. Se Haniye conseguir a aprovação do presidente Abbas, o novo Governo da ANP terá garantido o voto de confiança na Câmara Legislativa, onde os islamitas do Hamas contam com 74 das 132 cadeiras parlamentares. O Hamas também se recusa a reconhecer Organização para a Libertação Palestina como a representante de toda a população palestina. O partido não é integrante da OLP, e partidos políticos pequenos temem que o Hamas declare a dissolução da OLP. A Frente Pela Libertação da Palestina (FPLP), um dos menores partidos da OLP, informou que não chegou a um acordo com os militantes islâmicos. A FPLP vinha sendo considerada uma das organizações mais propícias a se aliar com o Hamas.

Agencia Estado,

16 Março 2006 | 15h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.