Havaí se torna o 7º estado americano a legalizar uniões civis de homossexuais

Uniões civis poderão ser oficializadas a partir de 1º de janeiro de 2012; lei outorga aos casais do mesmo sexo os mesmos direitos e benefícios dos casamentos tradicionais

Efe,

24 de fevereiro de 2011 | 02h39

WASHINGTON - O Havaí se tornou oficialmente nesta quarta-feira, 23, o sétimo estado americano a legalizar as uniões civis de casais do mesmo sexo, depois de o governador, Neil Abercrombie, ter sancionado a lei referente à medida, informou a imprensa local.

 

As uniões civis poderão ser oficializadas a partir de 1º de janeiro de 2012, informou o diário Honolulu Civil Beat.

 

Até então, os casais do mesmo sexo só podiam se casar nos estados de Massachusetts, Iowa, Connecticut, Vermont, New Hampshire e no Distrito de Columbia.

 

Na cerimônia de assinatura da lei, Abercrombie ressaltou que a medida transmite "que todo o mundo é bem-vindo, que todos somos irmãos e irmãs" no Havaí.

 

A lei outorga aos casais do mesmo sexo os mesmos direitos e benefícios e as mesmas responsabilidades e proteções dos casamentos tradicionais

Tudo o que sabemos sobre:
Homosexual, Havaí, casamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.