Havana deve triplicar funcionários privados

O Ministério de Finanças de Cuba afirmou na noite de quarta-feira que tem um plano para triplicar a força de trabalho no setor privado do país. Ao todo, pelo menos 1,8 milhão de cubanos devem passar a trabalhar em áreas não estatais até 2015. Há atualmente cerca de 950 mil agricultores e profissionais autônomos na ilha, o que representa cerca de 15% da força de trabalho. O restante trabalha para o Estado.

, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.