Havana retoma libertação de presos políticos

O governo cubano retomou a libertação de presos políticos do regime. Arturo Pérez de Alejo, de 58 anos, presidente da organização de defesa dos direitos humanos Escambay, deixou Havana na noite de terça-feira, marcando a retomada da transferência dos exilados, que havia sido suspensa na segunda-feira. Outros três presos políticos - Manuel Ubals, Alfredo Pulido e Ricardo Silva - foram soltos ontem e seguiram diretamente para o aeroporto de Havana, onde embarcaram para a Espanha com suas famílias. Outros cinco dissidentes embarcarão nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.