AP Photo
AP Photo

Hazare sai da prisão e lidera marcha para continuar seu protesto em Délhi

Ativista mantém jejum há quatro dias em protesto à corrupção no país

Efe

19 de agosto de 2011 | 09h01

NOVA DÉLHI - O ativista indiano Anna Hazare saiu nesta sexta-feira, 19, da prisão de Tihar, em Nova Délhi, e iniciou uma marcha de milhares de pessoas rumo à esplanada na qual prosseguirá com sua greve de fome contra a corrupção.

 

Visivelmente debilitado por seus quatro dias de jejum e ajudado por seus colaboradores, Hazare, um ativista de 74 anos inspirado nas ideias de Gandhi, saiu da prisão e falou a seus seguidores de um palanque.

 

Hazare deve prosseguir sua campanha, sem as limitações que as autoridades pretendiam impor em um primeiro momento, na esplanada de Ramlila, na capital indiana, e para chegar ao local atravessará a cidade junto a seus seguidores.

 

Em uma breve declaração transmitida pela televisão, Hazare afirmou em híndi que seus seguidores são sua "fortaleza" e pediu que não danifiquem os bens públicos nem importunem as pessoas - "irmãos e irmãs" - que encontrem a caminho de Ramlila.

 

Os assistentes do ativista haviam anunciado em um primeiro momento que Hazare deixaria a prisão nesta quinta-feira à tarde, mas depois adiaram sua saída para esta sexta-feira com o fim de preparar o espaço no qual continuará seu protesto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.