Helicóptero com civis é derrubado por milicianos em Bagdá

Cinco civis morreram na queda de um helicóptero da companhia privada de segurança americana Blackwater USA no centro de Bagdá, segundo o Exército dos Estados Unidos. De acordo com um oficial que pediu para não ser identificado, o helicóptero foi derrubado por milicianos com disparos de metralhadora PKC no bairro sunita Fadhil.Um militar dos Estados Unidos confirmou que um helicóptero caiu no bairro, mas não tinha informação sobre a causa da queda nem sobre quantas pessoas estavam a bordo. Ele também exigiu anonimato.A imensa maioria de aeronaves usadas no Iraque pertence às forças de coalizão, mas pelo menos uma companhia privada de segurança dos EUA voa pequenos helicópteros sobre comboios transportando dignatários e estrangeiros em Bagdá.Acredita-se que o helicóptero abatido nesta terça-feira estava acompanhando um comboio que havia saído da Zona Verde. A queda ocorreu na margem leste do Rio Tigre, cerca de 2 km ao norte de onde dois carros-bomba explodiram segunda-feira, matando 88 pessoas numa feira de rua.No sábado, um helicóptero Blackhawk do Exército dos EUA foi derrubado a nordeste de Bagdá, matando os 12 ocupantes. Um oficial do Pentágono afirmou haver evidências de que o aparelho foi derrubado por um míssil terra-ar.Pela contabilização do número de pedidos de seguros que deram entrada no Departamento de Trabalho dos EUA, 770 agentes de segurança privados foram mortos no Iraque desde o início da guerra, em março de 2003, até 31 de dezembro de 2006. Também, 7.761 agentes foram feridos no mesmo período. Os pedidos incluem agentes estrangeiros.Os agentes são cobertos por uma lei que oferece compensação a empregados civis trabalhando fora dos Estados Unidos sob contrato com o governo americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.