Helicóptero da Otan cai e seis morrem no Afeganistão

A queda de um helicóptero contratado pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) matou hoje no sul do Afeganistão ao menos seis civis que estavam a bordo. O funcionário distrital Fazel Haq informou que a aeronave caiu e pegou fogo no distrito de Sangin, província de Helmand, logo no início da manhã. Já o porta-voz do governador de Helmand disse que há uma sétima vítima do acidente: uma criança que teria sido atingida em solo.

AE-AP, Agencia Estado

14 de julho de 2009 | 12h06

No entanto, um porta-voz das forças lideradas pela Otan, que pediu anonimato, disse que os seis civis que estavam a bordo morreram e um cidadão afegão que estava no chão ficou ferido. Segundo ele, autoridades investigam a causa do acidente. As nacionalidades dos mortos não foram informadas. Pelo menos dois helicópteros militares já caíram este mês.

No sul do país, dois marines norte-americanos foram mortos num "incidente hostil" ontem, disse a porta-voz militar capitã Elizabeth Mathias. Porém, ela não deu maiores detalhes. Nesse mesmo episódio, disse, morreu um soldado italiano. Cerca de 4 mil fuzileiros estão lutando na província de Helmand, na maior operação militar norte-americana no Afeganistão desde a deposição do Taleban em 2001.

Tudo o que sabemos sobre:
AfeganistãoOtanhelicóptero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.