AP Photo/Mark Lennihan
AP Photo/Mark Lennihan

Helicóptero cai em NY e mata 5 passageiros; piloto diz que mala pode ter causado tragédia

Segundo informações da emissora CNN, Richard Vance afirmou que a bagagem teria acertado o botão de parada de combustível de emergência, levando à queda da aeronave

O Estado de S.Paulo

11 Março 2018 | 21h12
Atualizado 12 Março 2018 | 16h39

NOVA YORK, EUA - Um helicóptero que transportava seis pessoas caiu em Nova York no domingo 11. A polícia disse os cinco passageiros morreram e apenas o piloto sobreviveu. Identificado como Richard Vance, de 33 anos, ele afirmou que uma das malas pode ter acertado o botão de parada de combustível de emergência, levando à queda da aeronave, de acordo com informações da emissora CNN.

+ Queda de avião no Nepal deixa ao menos 50 mortos, diz porta-voz do Exército

+ Equipes de resgate encontram destroços do avião que caiu no Irã

Momentos antes da aeronave cair nas águas do East River, o piloto pedia ajuda desesperadamente via rádio, relataram alguns veículos de comunicação locais. “Falha no motor. Nós temos uma falha no motor sobre o East River”, disse o piloto, de acordo com as reportagens.

+ Avião cai no Irã com 66 pessoas e acredita-se que não haja sobreviventes

Após o acidente, "o piloto conseguiu se soltar, as outras cinco pessoas não", afirmou o comandante dos bombeiros, Daniel Nigro. "Todos estavam com cintos de segurança bem ajustados que precisaram ser cortados e removidos.”

Dois dos cinco passageiros morreram no local e três foram levados a hospitais próximos, mas não resistiram, de acordo com autoridades da polícia e do Corpo de Bombeiros de Nova York.

O piloto recebeu tratamento em um hospital, de onde foi liberado em bom estado. O chefe de polícia da cidade, James O'Neill, afirmou que o veículo havia sido alugado por fotógrafos.

A Administração de Aviação Federal disse que o helicóptero Eurocopter AS350 caiu perto da parte norte da Ilha Roosevelt por volta de 19h (20h em Brasília) e está investigando o caso. O Conselho Nacional de Segurança de Transporte informou que sua equipe de investigadores chegará ao local ainda nesta segunda-feira, 12. / REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.