Herança de milhões custa uma boa indenização a jornal inglês

Lady Henrietta Rous, escritora freelance inglesa, acaba de fazer jus a uma substancial, embora não revelada indenização de um jornal, pelo que ela classificou como humilhação ao sugerir que ela estava digladiando-se com outros membros da família por uma rica herança.Lady Henrietta acionou o Mail on Sunday por um artigo publicado em agosto de 2002, no qual ela supostamente revelava seus sentimentos particulares sobre sua família e a propriedade comum na pitoresca Clovelly, sudoeste da Inglaterra.Seu advogado, John Samson, disse à Suprema Corte, hoje, que o artigo havia se baseado em conversas entre sua cliente e a jornalista Alexis Parr, depois da morte da mãe de Henrietta. Segundo ele, Henrietta discutira o assunto em particular com Parr, a quem conhecia socialmente há alguns anos, e não pretendia vê-lo publicado.Ela ficou desconcertada ao descobrir suas observações reproduzidas em um artigo sob o título: ?A disputa de sangue entre irmão e irmã de 80 milhões de libras (R$ 423.360.000,00) que dividiu a mais bela das cidadezinhas do litoral?. Henrietta ficou especialmente preocupada, segundo Samson, com a implicação de que ela estaria preparada para discutir sua família nos jornais de Domingo.?Ela se importa profundamente com eles (a família) e nunca se permitiria causar-lhes sofrimento ou embaraço?, o advogado assegurou. ?Em conseqüência do artigo, ela sofreu humilhações em North Devon e Londres, de seus amigos, família e círculo social por aparentemente concordar em falar em público desse modo.?A Associação de Jornais concordou em pagar a indenização e os custos da ação de Lady Henrietta Rous. A porta-voz do Mail on Sunday disse que jornal ficou com a impressão errônea de que ela havia consentido na publicação. A publicação aceitou que não era esse o caso e pediu desculpas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.