Herdeiro da Max Factor tenta fugir de indenização por rapto

O herdeiro dos cosméticos Max Factor, preso pelo rapto de três mulheres, pediu falência como proteção contra a indenização de cerca de US$ 40 milhões que deve pagar a duas vítimas.Registros de propriedade mostram que Andrew Luster, o bisneto de 40 anos do legendário criador dos cosméticos Max Factor, vendeu sua casa de praia, perto de Santa Bárbara, na Califórnia, por US$ 1 mil, antes de ser preso no México.?Isto não me parece uma venda?, disse o advogado Barry Novack, que conseguiu um veredicto de US$ 19 milhões para uma das mulheres, ao jornal Los Angeles Times, na edição de hoje. Novack acha que Luster estava tentando livrar seus bens para evitar ter de pagar por danos.Luster está cumprindo uma sentença de 124 anos numa prisão em Soledad. Investidor em imóveis, recorreu à proteção da falência no mês passado, apresentado documentos ao tribunal de que não tem bens.Ele foi condenado por manter três mulheres seqüestradas em sua casa, depois de deixá-las inconscientes com a droga GHB. Fugiu para o México durante seu julgamento no condado de Ventura e foi pego por um caçador de recompensas cinco meses mais tarde.O advogado Harold Greenberg, que representa Luster, disse que as indenizações para as mulheres deveriam esperar na fila como os outros credores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.