Hesitantes, partidários de Hillary prometem apoio a Obama

Tristes e decepcionados, seguidoresde Hillary Clinton disseram no sábado que agora irão apoiarBarack Obama, embora a transferência de lealdade seja dolorosae poderá levar algum tempo. Partidários da senadora por Nova York, muitos em lágrimas,aplaudiram educadamente quando Hillary encerrou sua candidaturapresidencial num comício final e os exortou a apoiar seu rivalpara a indicação presidencial democrata. Mas as reações deles às menções do nome de Obama forampontilhadas por vaias, e a multidão guardou seu aplauso maisforte e mais longo para Hillary, a primeira mulher a chegar tãolonge na disputa pela Presidência. Senador pelo Illinois, Obama derrotou esta semana aex-primeira-dama, que no início da campanha era vista como afavorita, quando conseguiu o número necessário de delegadospara receber a indicação do Partido Democrata. Ele enfrentará orepublicano John McCain na eleição geral de novembro. Cerca de 2.000 pessoas lotaram o átrio do Museu NationalBuilding, em Washington, para ouvir a ex-primeira-dama encerrarsua candidatura e endossar a de Obama, após uma batalhaacirrada que durou meses. "Meu coração está partido. Estou totalmente devastada",disse Dianne Cooperman, 61 anos, com os braços cheios decamisetas de apoio a Hillary. "Eu me identifiquei com ela." Cooperman disse que apoiaria Obama, mas apenas pornecessidade. "Não tenho outra escolha. Não quero McCain na presidênciade maneira alguma", disse ela. "Não posso aguentar mais quatroanos iguais aos oito anteriores." A voluntária da campanha de Hillary Mary Ellen Courtney, 60anos, de Nova York, disse que vai apoiar Obama, mas em seudevido tempo. "Me dê duas horas", brincou ela. Em tom mais sério, acrescentou: "Vai levar alguns dias.Preciso fazer a descompressão. Ainda me sinto um poucoaturdida." Hillary manteve o tom otimista em seu discurso e ofereceuincentivo aos ouvintes. "Partiria meu coração se, ao deixar dealcançar minha meta, eu de alguma maneira desencorajasse vocêsde buscar a sua", disse ela no discurso. "Quando vocês tropeçam, não percam a fé; quando sãoderrubados, levantem-se novamente, e nunca deixem que ninguémdiga que vocês não podem ou não devem seguir adiante", disseela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.