Hezbollah ataca Chebaa; Israel responde com bombardeios

Os ataques entre o grupo integrista xiita Hezbollah (Partido de Deus) e as tropas israelenses voltaram a se enfrentar hoje no sul do Líbano. O Hezbollah atacaram posições do exército israelense em uma área disputada de fronteira, levando o Estado judeu a responder com bombardeios sobre supostos esconderijos dos guerrilheiros. Não há informações sobre mortos ou feridos.Jatos israelenses lançaram seis mísseis ar-terra em uma área próxima a Kfar Chouba, uma pequena vila localizada nas vizinhanças das chácaras de Chebaa. Os aviões retornaram 20 minutos depois e dispararam mais dois mísseis em um vale próximo a Halta, a cerca de dois quilômetros de Chebaa.O Estado judeu atacou também com fogo de artilharia outras áreas próximas a Chebaa supostamente utilizadas pelo Hezbollah como bases de ofensiva contra as forças israelenses.A última onda de violência ocorre durante uma visita do secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, a uma base israelense próxima à área em disputa. Powell visitou Safed, quartel-general do comando do Norte, onde se encontrou com o comandante israelense, major-general Gaby Ashkanazi. Durante a visita, Powell conclamou todas as nações, especialmente a Síria, com grande influência sobre o Líbano, a pressionarem o Hezbollah para que cesse os ataques. Em um comunicado emitido em Beirute, o Hezbollah confirmou que seus guerrilheiros atacaram três postos israelenses em al-Samaka, Roueissat el-Alam e Roueissat al-Qarn, todos localizados dentro das chácaras de Chebaa, uma área rural desabitada reivindicada pelo Líbano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.