Hezbollah deplora ataques, mas culpa política dos EUA

Em sua primeira reação aos ataques terroristas nos Estados Unidos, o grupo militante Hezbollah disse, neste domingo, que lamenta a perda de vidas inocentes, mas que as políticas ?opressivas? de Washington são responsáveis pelo que aconteceu.?Lamentamos pelas pessoas inocentes que perderam a vida em todo o mundo?, afirma o grupo xiíta em comunicado à Associated Press.O Hezbollah diz que os libaneses, ?que sofreram repetidos ataques de Israel, estão muito familiarizados com a dor e o sofrimento daqueles que perderam seres amados.?Apoiado pelo Irã, o Hezbollah lutou uma guerra de guerrilha contra as forças israelenses que ocuparam o sul do Líbano até a retirada, no ano passado.Na declaração à AP, o Hezbollah adverte os Estados Unidos a não se aproveitarem dos ataques a Washington e Nova York ?para praticar toda sorte de agressões e terrorismo sob o pretexto de lutar contra a agressão e o terrorismo?.?Agora?, diz o comunicado do Hezbollah, ?a grande questão é se os planos do governo norte-americano realmente têm a ver com a retaliação aos perpetradores dos últimos ataques, ou se quer aproveitar aqueles trágicos acontecimentos para exercer mais hegemonia sobre o mundo.? Referindo-se aos ataques, o grupo disse que a razão para ?aquele nível de ódio? contra os Estados Unidos são as ?opressivas? políticas norte-americanas em todo o mundo.O Departamento de Estado norte-americano considera o Hezbollah um grupo terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.