Hezbollah dispara novos mísseis iranianos contra Israel

O grupo extremista Hezbollah anunciou que disparou um novo tipo de míssil contra Israel nesta sexta-feira, chamado Khaibar-1, atingindo uma área próxima à cidade de Afula, ao sul de Haifa.Autoridades israelenses informaram que cinco mísseis atingiram campos próximos a Afula, mas não causaram nenhuma vítima. Ainda segundo as fontes, cada míssil era composto por 100 quilos de explosivos, e é provável que sejam do mesmo tipo do Fajr-5 - de fabricação iraniana com capacidade para carregar 200 quilos de explosivos e alcance de 75 quilômetros. Isso faz com que a mira do grupo consiga chegar até Tel-Aviv, uma das principais cidades israelenses.O ataque foi feito dois dias após um anúncio do xeque Hassan Nasrallah de que o Hezbollah estaria entrando em uma "nova fase" da batalha, atingindo cidades além de Haifa, alvo constante de diversos ataques letais do grupo.O Hezbollah não deu detalhes do novo míssil. O grupo nunca havia disparado um Fajr-5 antes, apesar de já ter utilizado o Fajr-3, com uma carga explosiva de 100 quilos. Suspeita-se que estes novos mísseis foram fornecidos pelo Irã, e também é grande a probabilidade de que os militantes necessitem de ajuda iraniana em campo de batalha para dispará-los.Analistas também suspeitam que o grupo extremista possua os mísseis Zilzal-1 e Zilzal-2, ambos de fabricação iraniana, com cargas explosivas acima de 600 quilos e com alcance de 210 quilômetros. Autoridades militares de Israel disseram que um caminhão bombardeado no Líbano no dia 17 de julho carregava um míssil Zilzal.A grande maioria dos disparos do Hezbollah contra Israel foram com foguetes Katyushas, que têm uma carga de 45 quilos de explosivos e alcance de 20 quilômetros. Sabe-se também que o grupo possui foguetes guiados por cabos anti-tanques do tipo Sagger.Só nesta sexta-feira, 97 foguetes foram disparados contra Israel. Os ataques atingiram duas casas no norte do país, deixando três pessoas feridas, informou o exército. Na quinta-feira, os militantes dispararam 110 foguetes. Hospital não é poupadoUm míssil do Hezbollah atingiu uma das janelas do último andar do principal hospital da cidade de Nahariya, causando danos estruturais, mas nenhuma vítima foi registrada, informaram fontes do hospital.O porta-voz do hospital, Ziv Farber, disse que 450 pacientes foram removidos para o subsolo do prédio logo que os ataques começaram, pois estes andares foram esvaziados e puderam abrigar todos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.