Hezbollah diz que grupo quer governo de unidade

O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, disse que o grupo xiita e seus aliados buscam a formação de um governo de unidade nacional e não pretendem governar sozinhos o Líbano. A declaração, feita um dia antes das negociações para a escolha de um novo primeiro-ministro, aparentemente foi uma tentativa de acalmar as tensões entre o bloco da oposição, chefiado pelo Hezbollah, e o bloco político pró-ocidental, liderado pelo atual primeiro-ministro, Saad Hariri.

AE, Agência Estado

23 de janeiro de 2011 | 18h43

O Hezbollah e seus aliados cristãos derrubaram o governo de Hariri em 12 de janeiro, após o primeiro-ministro se recusar a denunciar o Tribunal Especial para o Líbano da Organização das Nações Unidas (ONU), que investiga o assassinato do seu pai, Rafic Hariri, em 2005. Muitos temem que o Hezbollah reagirá violentamente se membros do grupo forem indiciados. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
HezbollahLíbanogoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.