Hezbollah e Israel mantém confrontos pelo nono dia seguido

Pelo nono dia seguido, o grupo integrista xiita Hezbollah (Partido de Deus) e os militares israelenses entraram em conflito na fronteira de Israel com o sul do Líbano. Hoje, o Hezbollah atacou com mísseis e morteiros postos militares israelenses em uma disputada área entre os dois países. Em represália, Israel lançou um ataque aéreo contra supostas zonas guerrilheiras em território libanês.No ataque de hoje, um dos maiores desde a retirada de Israel do sul do Líbano há dois anos, a polícia israelense informou que pelo menos duas pessoas ficaram feridas.Israel disse que o ataque do Hezbollah foi feito contra áreas das Colinas de Golã, ao norte do Estado judeu. Por outro lado, os guerrilheiros afirmam que estão concentrando seus ataques nas chácaras de Chebaa, próximas a Golã.Os líderes israelenses acusam a Síria de prestar ajuda ao Hezbollah e advertiram que tomarão represálias caso os ataques continuem.Israel tem agora abertas duas frentes de batalha: a primeira, na Cisjordânia, onde empreende uma ofensiva militar contra militantes palestinos; e a segunda, na fronteira com o Líbano.O conflito fronteiriço de Israel se deve à disputa pelas chácaras de Chebaa, cuja soberania é reclamada pelo Líbano, e que foram invadidas por Israel em 1967.As Nações Unidas sustentam que essa zona pertence à Síria e que esse conflito pode ser resolvido apenas por sírios e israelenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.