Hezbollah lança balões de gás e assusta israelenses

A milícia extremista libanesa Hezbollah enviou nesta terça-feira 40 balões de gás a Israel, causando pânico entre os moradores locais, que temiam que as bexigas carregassem explosivos. Os balões de gás levavam fotos do presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, e distintivos do Hezbollah. As bexigas caíram em um terreno baldio depois atravessarem cerca de 10 quilômetros pelos céus de Israel. A polícia isolou o local e detonou os balões para garantir que não levavam explosivos. O Hezbollah e a Jihad Islâmica são os dois principais movimentos armados do conflito entre árabes e judeus na Palestina. As reivindicações do Hezbollah compreendem a devolução de áreas ocupadas por Israel em Beirute, no sul do Líbano, desde 1982. As ações militares que desenvolvem correm à parte da Autoridade Nacional Palestina, chefiada por Yasser Arafat. Formado por militantes xiitas, o Hezbollah recentemente recebeu o reconhecimento formal do governo do Líbano, que não seguiu a orientação dos Estados Unidos e decidiu não lhe congelar os bens.

Agencia Estado,

01 Janeiro 2002 | 14h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.