Hezbollah lança videogame que recria guerra com Israel

Jogadores ganham pontos matando soldados israelenses

O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2017 | 00h00

Uma incursão em Israel para capturar soldados, uma batalha com tanques nos vales do sul do Líbano e o lançamento de foguetes Katyusha contra localidades israelenses são alguns dos cenários de uma novo videogame criado pelo grupo radical xiita libanês Hezbollah.O game Special Force 2 recria o conflito de 34 dias travado há pouco mais de um ano entre a guerrilha libanesa e as forças israelenses. Nele, os jogadores assumem o papel de um combatente do grupo e acumulam armas e pontos matando soldados israelenses."Esse jogo representa a cultura de resistência para as crianças: devemos resistir à ocupação e a terra e a nação têm de ser defendidas", disse um porta-voz do Hezbollah, Ali Daher. "Por meio desse jogo o menino pode ter idéia de algumas das batalhas mais destacadas e perceber que o inimigo pode ser vencido", acrescentou. O videogame, lançado ontem, recria fases-chave da guerra, que começou depois que militantes do Hezbollah entraram no norte de Israel e capturaram dois soldados israelenses.O Hezbollah orgulha-se de sua atuação militar durante o conflito, que terminou com 158 mortos do lado israelense e mais de 1.200 do lado libanês. Israel diz que o Hezbollah saiu debilitado da guerra, pois o grupo foi forçado a abandonar seus redutos perto da fronteira israelense, onde atualmente há uma força internacional de paz.O Special Force 2 está sendo vendido por voluntários do Hezbollah por US$ 10. O grupo espera uma grande demanda no exterior e no Líbano, onde centenas de cópias foram reservadas. Reuters, BEIRUTE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.