Hezbollah oferece arma de soldado israelense a Ahmadinejad

Visita do iraniano ao Líbano causou polêmica e foi considerada uma provocação

Agência Estado

15 de outubro de 2010 | 12h14

Ahmadinejad recebe a arma de Nasrallah. 

 

BEIRUTE - O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, reuniu-se na noite da quinta-feira, 15, com o líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, que ofereceu a ele uma arma que foi tomada de um soldado israelense, informou o grupo militante xiita.

 

Os dois homens se reuniram na embaixada iraniana em Beirute no final da controversa visita de dois dias de Ahmadinejad ao Líbano, durante a qual o líder iraniano viajou pela fronteira sul do país com Israel, numa velada atitude de desafio ao Estado judeu.

 

Em comunicado, o Hezbollah informou que Ahmadinejad e Nasrallah conversaram sobre a "histórica" visita do líder iraniano. Num gesto de gratidão e lealdade, Nasrallah ofereceu a Ahmadinejad a arma pessoal de um soldado israelense que foi tomada durante a guerra do Hezbollah com Israel, em 2006.

 

A visita de Ahmadinejad enfatiza a influência do Irã no Líbano por meio do Hezbollah, a mais poderosa força militar e polícia no país. EUA, Israel e membros da maioria parlamentar libanesa pró-Ocidente descreveram a visita como uma provocação e uma tentativa de retratar o Líbano como "uma base iraniana no Mediterrâneo". As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.