Hezbollah oferece prisioneiro em troca da vida de guerrilheiros

O xeque Hassan Nasrallah, líder do grupo extremista Hezbollah, ofereceu a Israel um empresário capturado pelo grupo em troca de uma garantia israelense de que seja poupada a vida de aproximadamente 100 guerrilheiros palestinos que ainda resistem no campo de refugiados de Jenin, no extremo norte da Cisjordânia.Por meio de comunicado, Nasrallah disse que qualquer mediador poderia ser enviado para que os detalhes fossem trabalhados. Uma porta-voz do Ministério da Defesa de Israel disse que, nas primeiras horas desta quinta-feira (pelo horário local), ainda não havia nenhuma reação oficial à oferta.De acordo com o líder do Hezbollah, o empresário Elhanan Tennenbaum, um coronel da reserva do Exército israelense capturado pelos guerrilheiros em outubro de 2000, seria libertado para que fosse poupada a vida dos cerca de 100 guerrilheiros palestinos ainda cercados no campo de refugiados de Jenin. Tennenbaum foi capturado pelo Hezbollah sob circunstâncias misteriosas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.