Hezbollah recebe caixões com corpos de guerrilheiros

Um veículo da Cruz Vermelha atravessou a fronteira de Israel em direção ao Líbano transportando os primeiros caixões com os corpos de combatentes libaneses e palestinos como parte de uma troca de prisioneiros acertada entre o Exército israelense e o grupo guerrilheiro Hezbollah. Paramédicos do Hezbollah começaram a retirar os ataúdes pouco depois de o caminhão da entidade ter cruzado a fronteira. Cada caixão continha um papel com uma inscrição identificando a quem pertenciam os restos mortais.A TV Al-Manar, operada pelo Hezbollah, conseguiu captar a imagem de um desses papéis de identificação onde estava escrito apenas "Desconhecido. Organização: Hezbollah". A emissora informou que, dos primeiros 12 caixões entregues hoje, oito eram de combatentes do grupo mortos durante a guerra de dois anos atrás com Israel. Um dos caixões levava o cadáver de Dalal Mughrabi, uma palestina envolvida em um atentado perpetrado em 1978 no qual 35 israelenses foram mortos.Mais cedo, o Hezbollah entregou para a Cruz Vermelha dois caixões supostamente contendo os corpos dos soldados israelenses Ehud Goldwasser e Eldad Reguev, capturados em 12 de julho de 2006 - episódio que deu início à guerra entre Israel e Líbano naquele ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.