Hezbollah respeitará resolução de cessar-fogo, diz líder

Em pronunciamento transmitido pela rede de TV do Hezbollah, o líder da organização xiita libanesa, xeque Hasan Nasrallah, disse que o grupo respeitará a resolução de cessar-fogo votada pela ONU na noite de sexta-feira, mas prometeu continuar lutando até que as tropas israelenses deixem o sul do Líbano. "Nós não seremos um obstáculo a qualquer decisão (que o governo) ache apropriada, mas nossos ministros expressarão reservas aos artigos que consideremos injustos", disse.O pronunciamento foi televisionado no mesmo momento em que o gabinete libanês se reuniu para votar se aceita a resolução. Dois ministros do Hezbollah compõe o governo libanês. Para Nasrallah, no entanto, a continuidade da resistência contra a ofensiva de Israel é um "direito natural" do grupo."Nós não podemos cometer o erro - tanto a resistência, quanto o governo e a população - de acreditar que a guerra tenha acabado. A guerra não acabou. Ainda há ataques e baixas", disse ele em um comunicado gravado."Hoje nada mudou, e parece que nada mudará amanhã", completou Nasrallah, em referência à entrada de milhares de soldados e blindados em território libanês neste sábado, horas depois de adotada uma resolução de cessar-fogo pela ONU.Ataques israelensesNeste sábado, helicópteros israelenses despacharam centenas de soldados próximos aos principais redutos do Hezbollah, e aviões de guerra lançaram ataques a vilas libanesas e à infra-estrutura civil do país. Os ataques são parte de uma ampliação da ofensiva israelense posta em prática na sexta-feira, e acontece menos de 24 horas depois de aprovada uma resolução no Conselho de Segurança da ONU que impôs um cessar-fogo na região.Israel deve manter força total em sua campanha contra o Hezbollah até que o plano da ONU seja posto em prática pelos líderes da região. Neste sentido, as declarações de Nasrallah podem ser interpretadas como um passo positivo em direção ao cessar-fogo.Texto atualizado às 13h15

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.