Hillary apoia protestos e volta a questionar eleições

Após as duras críticas feitas ontem pelo primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, voltou a questionar a transparência do processo eleitoral da Rússia e disse que apoia as exigências dos manifestantes russos. "Expressamos nossas preocupações, que consideramos fundamentadas, sobre as eleições. E apoiamos os direitos e as aspirações do povo russo de obter progressos e de esperar um futuro melhor", disse Hillary. A chefe da diplomacia americana, no entanto, preferiu não comentar de maneira direta as declarações de Putin, que acusou os americanos de estimularem os protestos no país. / AP e REUTERS

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.