Mark Makela/Getty Images North America/AFP
Mark Makela/Getty Images North America/AFP

Hillary Clinton declara apoio a Biden na disputa presidencial dos EUA

Democratas trabalharam juntos no Senado e no primeiro mandato de Barack Obama

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2020 | 18h24

WASHINGTON - Hillary Clinton, ex-chefe da diplomacia americana e ex-candidata democrata à Presidência, derrotada em 2016, expressou nesta terça-feira, 28 seu apoio a Joe Biden em sua disputa com Donald Trump para chegar à Casa Branca.

"Quero somar a minha voz às muitas que têm te apoiado para ser nosso presidente", disse Hillary em uma reunião virtual com Biden, de quem foi colega no Senado e no primeiro mandato de Barack Obama, quando ela foi secretária de Estado.

O apoio é manifestado no momento em que a campanha do democrata enfrenta alegações de abuso sexual por uma funcionária de seu gabinete quando Biden foi senador na década de 1990. 

Biden, 77 anos, ainda não é o candidato oficial do Partido Democrata, dependendo da escolha na Convenção Nacional, adiada para agosto pelo coronavírus. 

No entanto, ele já conta apoio como o do ex-presidente Barack Obama, o apoio de seu rival nas primárias, Bernie Sanders, e o apoio da líder democrata da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi. 

"Para mim, é um momento em que precisamos de um líder como Joe Biden", enfatizou Clinton no comício virtual, referindo-se à situação nos Estados Unidos, que registra mais de um milhão de casos confirmados de coronavírus, que paralisaram sociedade e economia e alimentaram o desemprego. "Gostaria que você fosse presidente agora", acrescentou.

Clinton elogiou a carreira de Biden e enfatizou como seria diferente passar por uma crise como uma pandemia com um presidente que "ouve os fatos científicos". 

"Acho que isso implicaria que teríamos um presidente de verdade, não alguém que desempenha um papel para a televisão", afirmou Clinton em uma crítica a Trump e seu passado como apresentador de reality shows. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.