Hillary Clinton reafirma apoio à democracia no Egito

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, reafirmou, neste sábado, "forte" apoio para a transição democrática egípcia, depois de conversas com o presidente eleito, Mohamed Morsi.

CYNTHIA DECLOEDT, Agência Estado

14 de julho de 2012 | 15h57

"Eu vim ao Cairo reafirma o forte apoio dos Estados Unidos ao povo egípcio e à transição democrática no país", disse Hillary a repórteres, em entrevista concedida junto com o ministro das Relações Exteriores do Egito, Mohammed Amr.

"Queremos ser um bom parceiro e queremos dar apoio à democracia atingida pela coragem e sacrifício do povo egípcio", disse Hillary. "A democracia é difícil. Exige diálogo, compromisso e política de verdade. Estamos animados e queremos ajudar. Mas sabemos que a decisão não é dos Estados Unidos, mas do povo egípcio".

Durante dois dias, Hillary se reunirá com Morsi, com o marechal Hussein Tantawi - responsável pelo exército do país após a saída de Hosni Mubarak no ano passado - e com ativistas femininas e outros líderes, segundo autoridades norte-americanas. A visita tem por objetivo demonstrar o apoio norte-americano à transição política no país para a democracia, acrescentaram.

A Secretária de Estado norte-americana chega ao país em meio a uma intensa disputa entre o presidente e o Conselho Supremo das Forças Armadas que governou o Egito após a saída de Mubarak. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Egito HillaryEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.