Hillary condena ataques rebeldes 'covardes'

A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, lamentou ontem os "covardes" ataques de comandos insurgentes contra Cabul e quatro províncias do leste do Afeganistão. Ela também agradeceu a "rápida e eficaz resposta" das Forças Armadas afegãs.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2012 | 03h03

Hillary, que se encontrava ontem com o presidente Barack Obama em Cartagena, Colômbia, participando da 6.ª Cúpula das Américas, telefonou para o embaixador americano em Cabul, Ryan Crocker, para "discutir sobre os covardes ataques e confirmar se o pessoal americano estava em segurança", informou o Departamento de Estado.

A secretária também pediu ao embaixador que transmitisse ao presidente afegão, Hamid Karzai, o agradecimento dos EUA pela eficaz resposta das forças afegãs, disse em um comunicado sua porta-voz, Victoria Nuland.

A União Europeia condenou ontem os ataques em série lançados por militantes no Afeganistão e ofereceu seu apoio ao governo afegão.

"A UE condena nos termos mais contundentes os ataques coordenados lançados por membros do Taleban contra instalações das instituições do Estado e organizações internacionais", indicou um comunicado.

Catherine Ashton, chefe da diplomacia do bloco, explicou que todos os funcionários europeus no Afeganistão se encontram a salvo e disse que a União Europeia está acompanhando de perto a situação.

"A UE deseja reafirmar seu apoio ao governo afegão e seu compromisso de continuar apoiando os esforços de Cabul para consolidar a estabilidade e a democracia", disse Ashton em uma nota.

Os insurgentes atacaram embaixadas da Alemanha, Grã-Bretanha e Canadá. A representação diplomática dos Estados Unidos em Cabul ficou fechada por várias horas com todo o pessoal dentro por causa dos ataques nas imediações. / EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.