Hillary defende papel dos superdelegados

Após perder três primárias seguidas, a pré-candidata democrata Hillary Clinton rejeitou a idéia de que os superdelegados do partido deveriam ser obrigados a votar de acordo com o resultado da votação popular em seus estados - tese defendida por seu rival, Barack Obama. "Os superdelegados são parte do processo e devem ter opinião independente", disse Hillary.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.