Hillary deve oficializar campanha presidencial hoje dando destaque a economia

A campanha presidencial de Hillary Clinton nos Estados Unidos deve se concentrar no tema da segurança econômica enquanto vai descrever a candidata como uma lutadora capaz de obter resultados. Hillary lança sua candidatura oficialmente neste domingo e as informações foram antecipadas por dois assessores que falaram à Associated Press sob condição de anonimato.

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2015 | 12h50

A ex-primeira-dama, ex-senadora e ex-secretária de Estado deve lançar-se oficialmente na corrida para 2016 com um vídeo, seguido por pequenos eventos com residentes de Iowa e outros Estados que dão início ao processo eleitoral.

A estratégia de Hillary pode soar familiar aos norte-americanos. Quando em campanha, o presidente Barack Obama se concentrou na classe média e criticou republicanos dizendo que seus opositores protegeriam os mais ricos e utilizariam políticas que deram origem à recessão.

Por outro lado, Hillary espera se vender como sendo capaz de trabalhar com o Congresso, com empresários e líderes mundiais, disseram os assessores. A proposta pode ser percebida como uma forma de crítica a Obama, que passou grande parte de sua presidência sendo frustrado por impasses no Congresso.

A candidata entra na corrida como ampla favorita pela nomeação por seu partido. Ainda assim, seu time diz que a estratégia dela será evitar passar a ideia de que a nomeação está ganha desde o início. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAeleiçõesHillary

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.