Hillary diz que espera 'compreensão' entre EUA e Irã

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, demonstrou hoje esperança de que os Estados Unidos e o Irã possam "desenvolver uma melhor compreensão um do outro". Porém reafirmou a oposição norte-americana às ambições nucleares de Teerã. "Nós ainda persistimos em nossa visão de que o Irã não deveria obter uma arma nuclear", afirmou Hillary a repórteres. Ela disse que um programa de enriquecimento de urânio seria algo "muito impróprio para (o Irã) perseguir". Segundo os EUA e outros países, essa iniciativa mascara a intenção de se produzir uma bomba nuclear, versão negada pelo governo iraniano. "E nós esperamos que haverá oportunidades no futuro para nós desenvolvermos uma melhor compreensão um do outro e para se trabalhar por uma forma de dialogar que produza resultados positivos para o povo do Irã", afirmou a ex-primeira-dama.Hillary comentava as declarações feitas em Teerã pelo presidente Mahmoud Ahmadinejad. O líder iraniano disse que seu governo está pronto para falar com os EUA em um contexto de respeito mútuo e igualdade, após três décadas de rompimento. Ontem, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, falou novamente sobre seu desejo de negociações diretas com o Irã. Ele disse esperar que sejam criadas as condições para o diálogo face a face nos próximos meses. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.