Hillary diz que Irã com armas nucleares seria 'ameaça'

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, afirmou hoje que um Irã com armas nucleares "espalharia uma corrida por armas" no Oriente Médio. Ela descreveu essa possibilidade como uma "ameaça extraordinária". Hillary, porém, não comentou diretamente o relato de que Teerã testou um míssil, informação divulgada pelo presidente Mahmoud Ahmadinejad.

AE-AP, Agencia Estado

20 de maio de 2009 | 12h31

Falando a um painel do Senado, Hillary reiterou que a administração Barack Obama se opõe a que o Irã tenha capacidade de produzir armas nucleares e confia na diplomacia para impedir isso. Hillary disse que o objetivo dos Estados Unidos é "persuadir o regime iraniano de que eles serão na verdade menos seguros se prosseguirem com seu programa de armas nucleares".

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIrãarmas nuclearesOriente Médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.