Hillary e chanceler russo pedem diálogo na Síria

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, e o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, emitiram ontem uma nota pedindo que o regime de Bashar Assad e a oposição síria negociem diretamente e sem precondições para pôr fim aos 21 meses de violência no país. Hillary e Lavrov se encontraram na Irlanda do Norte, em uma conferência sobre segurança internacional. Os EUA, ao contrário da Rússia, defendem a imediata renúncia de Assad. Moscou e Damasco têm relações próximas desde os tempos da URSS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.