Hillary e Obama se acusam por causa de citação em discurso

Os pré-candidatosdemocratas à Presidência dos EUA Barack Obama e Hillary Clintontrocaram acusações na segunda-feira pelo fato de Obama terusado uma frase de um amigo num discurso, sem dar crédito. Naterça-feira, ambos travam uma importante disputa em Wisconsin. Howard Wolfson, assessor de Hillary, disse que o fato deObama ter usado uma frase do governador de Massachusetts, DevalPatrick, coloca em dúvida a habilidade retórica do candidato,tão elogiada nos últimos meses. "O senador Obama está concorrendo sobre a força da suaretórica e a força das suas promessas, e, como vimos nosúltimos dois dias, ele está quebrando suas promessas e suaretórica não é própria", afirmou Wolfson. Obama admitiu que deveria ter dado crédito a Patrick, que éseu amigo, mas minimizou a importância da polêmica. Na terça-feira, os dois pré-candidatos se enfrentam nasprimárias de Wisconsin e Havaí, que juntos levam 94 delegados àconvenção democrata que escolherá o candidato do partido àPresidência. As pesquisas mostram uma disputa acirrada em Wisconsin e umamplo favoritismo de Obama no Havaí, seu Estado natal. Osenador vem de oito vitórias consecutivas nos últimos dias. A polêmica em torno do discurso começou no sábado, numjantar em que Obama reagia à acusação de Hillary de que ele temmuito discurso e pouco conteúdo. "Não me digam que as palavrasnão importam", disse Obama na ocasião. "'Eu tenho um sonho' -- isso são só palavras? 'Consideramosessas verdades auto-evidentes, que todos os homens são criadosiguais' -- isso são só palavras", afirmou Obama durante aquelejantar eleitoral em Milwaukee. PALANQUE POLÊMICO Em sua campanha de 2006 para o governo de Massachusetts,Patrick havia usado de forma semelhante essas frasesimportantes da história norte-americana. Falando a jornalistasna segunda-feira em Ohio, Obama disse que Patrick havia lhesugerido que usasse as frases, e que eles costumam trocaridéias. "Eu estava no palanque. Ele havia sugerido que usássemosessas frases, e eu achei que eram boas frases", disse ocandidato, admitindo que deveria ter creditado Patrick como oautor. "Tenho certeza de que deveria --não fiz desta vez.Realmente não acho que seja tão grande coisa", acrescentou,afirmando que os eleitores de Ohio e Wisconsin não vão ligarpara essa polêmica. A campanha de Obama divulgou uma lista de frases de Hillaryque usavam alguns bordões de Obama, e o próprio candidato citoualgumas a jornalistas. Fazendo campanha em Ohio, um Estado importante que vota nodia 4, ambos os pré-candidatos salientaram projetos econômicos. Em De Pere, Wisconsin, Hillary disse estar oferecendodetalhes específicos para problemas como os dramas econômicosda classe média, enquanto Obama estaria fazendo apenas"discursos". "Quero que vocês saibam o que eu farei como presidente devocês. Então, como vocês podem dizer, eu dou idéias muitoespecíficas sobre o que eu quero. Respondo às suas perguntas omais especificamente possível. Porque acho que há uma grandediferença entre discursos e soluções", disse Hillary. Obama visitou uma metalúrgica em Niles, Ohio, e fez umcomício em Youngstown. Prometeu lutar por acordos comerciaisjustos, que mantenham empregos em Estados como Ohio, masadmitiu que será impossível salvar todos os postos de trabalho. No campo republicano, o favorito John McCain recebeu umapoio importante, do ex-presidente George H. Bush, pai do atualocupante da Casa Branca. Bush-pai salientou as credenciaisconservadoras de McCain, que enfrenta dificuldades junto a essafatia do eleitorado. (Reportagem adicional de Caren Bohan e Jason Szep)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.