Hillary expressa apoio a manifestações no Irã

'Iranianos merecem os mesmos direitos conquistados pelos egípcios', diz americana

estadão.com.br

14 de fevereiro de 2011 | 17h35

WASHINGTON - A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, apoiou nesta segunda-feira, 14, as manifestações da oposição iraniana, que saiu as ruas em apoio aos dissidentes que derrubaram os ditadores do Egito e da Tunísia.

 

Veja também:

especial Infográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

mais imagens Galeria de fotos: Veja imagens dos protestos

 

"Os iranianos merecem os mesmos direitos que eles viram serem adquiridos pelos egípcios e que são seus por direito", disse a chefe da diplomacia dos EUA, após reunião com o presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner.

 

"Somos contra a violência e condenamos o governo iraniano por novamente usar suas forças de segurança e a violência para impedir a livre expressão de ideias de seu próprio povo", disse a diplomata americana, novamente pedindo pela abertura do regime iraniano.

 

Ainda de acordo com Hillary, o governo Obama é muito claro e direto no apoio das pessoas que estão nas ruas de Teerã. Ela criticou ainda a "hipocrisia do governo iraniano", que elogiou os protestos no Egito, mas proibiu manifestações domésticas. "Precisa haver um compromisso com a abertura política", completou.

 

Quando começaram as manifestações no Egito, Hillary disse que o governo de Hosni Mubarak era "estável". "Acreditamos que o governo egípcio é estável e está estudando maneiras de responder às necessidades e interesses legítimos de seus cidadãos", disse no dia 25 de janeiro.

 

Leia ainda:

linkPolícia reprime manifestaçã no Irã

linkMousavi alega estar em prisão domiciliar

linkSimpatizantes e opositores do governo se enfrentam no Iêmen

linkArgélia promete pôr fim a estado de exceção

linkPremiê da Autoridade Palestina dissolve gabinete

linkManifestantes e policiais entram em confronto no Bahrein

Tudo o que sabemos sobre:
IrãHillary ClintonEUAprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.