Hillary pede diálogo 'transparente' para superar crise

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, pediu ontem a todas as partes no Egito que iniciem um diálogo "transparente", que seria fundamental para encontrar uma solução para a crise política no país. "Os distúrbios que ocorrem atualmente demonstram a necessidade urgente de um diálogo, que deve acontecer nos dois sentidos", disse Hillary após reunião de chanceleres dos países da Otan, em Bruxelas. "Pedimos a todas as partes no Egito que encontrem uma solução para suas divergências por meio de um diálogo democrático, justo e transparente. E pedimos aos dirigentes egípcios a garantia de que os resultados cumpram com a promessa democrática da revolução para todos os cidadãos."

O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2012 | 02h03

O governo americano está preocupado com a rápida ascensão de grupos islamistas no Egito, um aliado crucial de Washington no Oriente Médio. Em novembro, Hillary e o presidente egípcio, Mohamed Morsi, trabalharam juntos na mediação de um cessar-fogo entre Israel e o Hamas, na Faixa de Gaza. / REUTERS, NYT e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.