Hillary põe Obama na defensiva a 8 dias de prévia

Em um fórum transmitido ontem pela TV CNN, a senadora Hillary Clinton criticou novamente os polêmicos comentários feitos recentemente pelo senador Barack Obama, dizendo que "a caracterização de pessoas de um modo que realmente pareceu ser elitista e fora da realidade é algo que temos de superar". Os dois candidatos democratas foram questionados separadamente sobre crenças e políticas em um fórum ontem à noite. Hillary ganhou o sorteio e pediu para ser questionada primeiro. A primeira pergunta que recebeu foi sobre os comentários de Obama.No dia 6, Obama referiu-se aos trabalhadores das pequenas cidades da Pensilvânia como "ressentidos" que "recorrem a armas ou à religião". No sábado, Obama admitiu ter usado palavras erradas, dizendo que não se expressou "tão bem como deveria". "Se me expressei de modo ofensivo, lamento profundamente", disse o senador democrata. Ontem à tarde, Hillary já havia reforçado, em comício em Indiana, os ataques ao rival democrata. "As observações do senador são elitistas, fora da realidade e não refletem os valores e crenças dos americanos", disse a pré-candidata democrata à presidência. "A Pensilvânia não precisa de um presidente que a olhe com desprezo."Os comentários de Obama representam uma potencial ameaça às suas chances na Pensilvânia, que realizará no dia 22 primárias para ajudar a escolher o candidato democrata que concorrerá com o republicano John McCain na eleição presidencial de novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.