Hillary propõe fundo habitacional de US$ 30 bilhões

A pré-candidata democrata àPresidência dos EUA Hillary Clinton propôs na quinta-feira umnovo pacote de estímulo econômico que incluiria um fundohabitacional de emergência de 30 bilhões de dólares. Segundo ela, "a crise habitacional e de crédito é a maiorameaça à saúde da nossa economia", e o fundo habitacionalajudaria os Estados a comprarem casas de mutuários despejados ea renegociar dívidas hipotecárias. A proposta inclui ainda a ampliação do Programa de TítulosHipotecários, dando a agências habitacionais dos Estados até 10bilhões de dólares para refinanciar "hipotecas impraticáveis",segundo nota divulgada pela campanha dela. O texto diz que um recente pacote de estímulo de 168bilhões de dólares, aprovado pelo Congresso e sancionado pelopresidente George W. Bush, não basta para resolver o problemahabitacional. "Os declínios nos valores das casas e o recorde dedesapropriações ameaçam não só devastar milhões de famíliasnorte-americanas como também jogar comunidades de todo o paísem espiral para uma profunda recessão", disse Hillary. Os 30 bilhões de dólares permitiriam que governos locais eONGs comprassem casas de mutuários despejados para revendê-lasa pessoas de baixa renda ou para alugá-las a preços acessíveis. (Por Jeff Mason, com reportagem adicional de Rick Cowan)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.