Hillary propõe medidas contra crise habitacional

A democrata Hillary Clinton propôsna segunda-feira medidas para estimular a economia dos EstadosUnidos e aliviar a atual crise habitacional, que afeta umafatia do eleitorado muito importante. Hillary se prepara para as primárias de 22 de abril naPensilvânia, na qual enfrentará o senador Barack Obama. Ambosconcorrem à indicação do Partido Democrata para disputar apresidência do país. Hillary sugeriu ao atual governo que nomeie uma comissão,chefiada pelos ex-presidentes do Fed (Banco Central) AlanGreenspan e Paul Volcker e pelo ex-secretário do Tesouro RobertRubin, para determinar se o Executivo deveria comprar imóveispara conter a crise. Pela proposta dela, o governo poderia comprar imóveis demutuários inadimplentes e reestruturar as dívidas. "Assim como no passado, este tipo de medida temporária porparte do governo poderia dar à nossa economia o impulso que elaprecisa, e às famílias a ajuda de que necessitam", disseHillary em discurso em Filadélfia. Ela disse que a proposta não exige a criação de estruturaburocrática e a longo prazo não teria custo para oscontribuintes. Afirmou ainda que vai propor um projeto dandoproteção a companhias hipotecárias contra ameaças de processosde investidores que compraram seus papéis. Em sua campanha pela indicação do partido à Presidência,Hillary dá ênfase econômica em Estados com grande eleitoradoproletário, como a Pensilvânia, muito afetado pelo desemprego ea crise imobiliária. David Plouffe, chefe da campanha de Barack Obama, disse queo senador já fizera propostas semelhantes às da rival,inclusive a da realização da "cúpula habitacional". Adiferença, segundo Plouffe, é que Hillary está atrelada alobbies, enquanto Obama estaria comprometido com mudanças dosistema. Hillary já manifestou apoio a um projeto de lei queampliaria a intervenção do governo para salvar mutuários dodespejo. A comissão bipartidária proposta por ela iriadeterminar se isso basta ou se o governo deveria fazer maisaquisições temporárias de imóveis. Ainda faltam várias semanas para a primária da Pensilvânia,e ambos os pré-candidatos democratas vêm fazendo discursospolíticos mais gerais, de olho numa campanha que deve seprolongar até o final das disputas estaduais, em junho. Obamaatualmente lidera em número de delegados já comprometidos comsua candidatura. Em seu discurso, Hillary repetiu a proposta feita na semanapassada de um pacote de estímulo econômico, com ênfase na crisehabitacional. Isso incluiria um fundo habitacional de emergência de 30bilhões de dólares, para que prefeituras e organizações semfins lucrativos possam comprar imóveis de mutuáriosinadimplentes, renegociar a dívida e revender as unidades oualugá-las a custos acessíveis. (Redação de John Whitesides)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.