Kevin Lamarque/Arquivo/Reuters
Kevin Lamarque/Arquivo/Reuters

Hillary reconhece erro por usar e-mail pessoal

Ex-secretária de Estado dos EUA diz que cometeu o deslize por questão de "conveniência"

Reuters

10 Março 2015 | 22h01

A ex-secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, comentou nesta terça-feira, 10, pela primeira vez o fato de ter usado um e-mail pessoal no trabalho durante os quatro anos em que ocupou o cargo – o que é proibido pela lei americana. 

A ex-primeira-dama, favorita nas eleições presidenciais de 2016, disse que estava arrependida. “Seria melhor ter usado dois telefones e dois e-mails, mas fiz isso por comodidade”, afirmou.

Para tentar rebater as críticas sobre a transparência de sua passagem pelo governo, Hillary disse que enviou ao Departamento de Estado cópias impressas de 55 mil e-mails enviados e recebidos durante sua passagem pelo governo.  

Mais conteúdo sobre:
Hillary Clinton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.